Projeto Eco-Escolas

Com o intuito de criar e divulgar o Eco-Código da Escola EB2,3 Pedro Ferreiro, as coordenadoras do Programa Eco-Escolas inscreveram a escola no projeto Poster Eco-Código.

No âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, foi proposta a todos os alunos de 7º ano (4 turmas) da Escola EB 2,3/S Pedro Ferreiro a redação defrases com características de Eco-Código

Depois de lidas e analisadas as diversas frases construídas pelos alunos foram escolhidas, com a ajuda da professora de Cidadania e Desenvolvimento, das Coordenadoras do Programa Eco-Escolas e de alguns elementos da Direção da escola, as frases para fazerem parte do poster.

Em seguida, o professor de Educação Visual propôs aos seus alunos do 6º ano a realização de uma pintura com tintas aquosas, nas folhas de papel reciclado que tinham feito na escola com jornais e revistas, alusiva ao tema “Eco-Escola”. A pintura do aluno Bernardo Graça, do 6º B, foi selecionada para fazer parte do poster.

Por último, a professora de TIC propôs aos alunos do 9º ano a elaboração do poster digital com as frases previamente escolhidas. Uma aluna, Soraia Duarte, da turma B do 9º ano, voluntariou-se para construir o poster digital, obedecendo a todos os requisitos solicitados.

Deste trabalho de equipa nasceu o Poster Eco-Código que irá representar a nossa escola.

  

A nossa escola inscreveu-se em mais um projeto - Horta Bio…Em Casa -  proposto pelo Programa Eco Escolas neste período de confinamento.

Esta atividade teve como principal objetivo despertar o interesse dos alunos pelo ciclo de vida das plantas, pois as plantas hortícolas entram diariamente em nossa casa, no entanto, o seu ciclo de vida é desconhecido para uma grande parte das crianças e jovens.

Assim, os alunos das turmas de 8º ano, na disciplina de Ciências Naturais, foram desafiados a semear uma planta hortícola/aromática à sua escolha, por exemplo feijão ou grão e a registar semanalmente o crescimento da planta e outras observações, como, por exemplo, a influência da luz no crescimento das plantas.

Dos diversos trabalhos enviados, foi selecionado o trabalho realizado pela aluna Maria Leonor Gonçalves, Nº18, do 8ºA.

A 5 de Junho, celebra-se o Dia Mundial do Ambiente e a Escola EB 2,3/S Pedro Ferreiro comemorou a Semana do Ambiente ABAE realizando as seguintes atividades:

- Challenge "ABAE 30 anos" - jogo quiz online acerca dos programas de educação ambiental para a sustentabilidade que a ABAE coordena em Portugal.

- “Se Eu Pudesse Mudar o Mundo" - realização de um vídeo comemorativo do Dia Mundial do Ambiente (duas turmas do 7º ano de Cidadania e Desenvolvimento). A aluna Joana Joaquim, do 7ºB, fez um vídeo que vale a pena ver e que partilhou nas redes sociais com as hashtags: #SemanadoAmbienteABAE | #VouMudaroMundo.

https://twitter.com/JoanaFi91558997/status/1268571389709225986?s=20

Como a nossa escola tem uma área verde extensa, as assistentes operacionais aproveitaram as folhas das árvores para as capoeiras das galinhas, demonstrando a sua consciência ecológica.

 

Na primeira semana de junho a nossa escola entregou ao Lar de Areias o papel recolhido para que este seja entregue ao Banco Alimentar contra a Fome. O papel será convertido em produtos alimentares básicos a distribuir pelos mais carenciados.

Numa época em que, infelizmente, há cada vez mais pessoas a precisar de apoio alimentar, foi com alegria e com a certeza de um dever cumprido que a equipa Eco-Escolas participou na campanha “Papel por Alimentos”.

No dia 2 de junho as coordenadoras do Programa Eco-Escolas entregaram 31Kg de tampinhas que foram recolhidas na Escola EB2,3 Pedro Ferreiro em Ferreira do Zêzere. Este contributo dos nossos alunos e de toda a nossa comunidade educativa pretende ajudar a Isa a melhorar a sua qualidade de vida e a continuar a sorrir.

Para dar continuidade às iniciativas desenvolvidas do âmbito do Programa Eco-Escolas em tempo de confinamento a escola inscreveu-se no projeto Constrói o teu Depositrão.

Esta atividade foi proposta a todos os alunos do 7º ano na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento e os alunos, usando a sua criatividade, construíram e decoraram um Depositrão para a recolha de pilhas, utilizando materiais reutilizados.

Foi-lhes solicitado que o seu Depositrão “convidasse” a comunidade escolar a alimentá-lo com pilhas.

Dos muitos trabalhos recebidos e, depois de uma escolha criteriosa, foi selecionado como vencedor o Depositrão construído pela aluna Joana Veríssimo do 7º D.

 

No âmbito do Programa Eco-Escolas em tempo de confinamento a escola inscreveu-se no projeto A minha Árvore Nativa.

Este trabalho foi realizado em articulação entre as disciplinas de Ciências Naturais e Educação Visual.

Foi proposto aos alunos do 8º ano a realização de um desenho e ilustração de uma espécie nativa, ou seja, de uma espécie autóctone, que só existe em Portugal, mais especificamente no quintal dos alunos, horta ou próximo de casa.

Um dos objetivos desta tarefa foi também promover a saúde mental. Enquanto os alunos deram um passeio próximo de casa ou na horta, puderam deixar, por alguns instantes, os computadores. Enquanto se sentaram, à sombra, a desenhar, as preocupações com as tarefas, por uns instantes, desapareceram. Quando regressaram a casa para concluir a ilustração, o ânimo e disposição já eram outros.

Este pinheiro-manso foi o trabalho selecionado e foi realizado pela aluna Camila Rodrigues do 8ºB.

No âmbito do Dia Mundial do Ambiente - 5 de junho - foi proposto aos alunos que estão a frequentar o Centro de Acolhimento no CEFZ que desenhassem uma paisagem e de seguida a mesma paisagem mas depois de ter sofrido modificações provocadas por ações incorretas por parte de seres humanos.

Os nossos meninos fizeram trabalhos muito interessantes, estão de parabéns!

Leia mais...

Nas duas primeiras sextas do segundo período, dias 6 e 13 de março (último dia de aulas), os alunos com medidas adicionais criaram armadilhas para as vespas asiáticas, com supervisão da professora Conceição Godinho, que os sensibilizou para esta ameaça ambiental que proliferou por todo o concelho.

Os alunos conseguiram criar uma dezena de armadilhas. As mais funcionais deste conjunto, foram colocadas em locais estratégicos na natureza, pelo clube de atletismo de Ferreira do Zêzere durante o confinamento a que obrigou a pandemia do Covid 19. Mensalmente são recolhidas para limpeza e colocação de novo isco.

 

Sementes de pinheiros, alguns rebentos de castanheiros e outras espécies autóctones, ou seja árvores características da região, são a esperança plantada em pacotes de leite, pela mão dos alunos do 1º ciclo do Centro Escolar de Ferreira do Zêzere na passada sexta-feira, dia 4 de outubro. Este será um pequeno contributo à resposta que temos que dar para fazer regressar o verde ao concelho, fustigado pelos incêndios.

Os alunos do quarto ano (FZ8), passaram pelas várias salas, com um balde de terra e sementinhas, para apoiar os coleguinhas mais novos a plantar o futuro.

Primeiro pegas no pacote de leite, pões um bocadinho de terra, abres um buraco na própria terra com o dedo, depois pegas na semente com cuidado e pões dentro do buraco, assim”- ensinaram os alunos mais velhos. “Com as mãos aconchegas a terra, calcas um bocadinho e regas, sem inundar a terra. Só voltas a colocar água daqui uma semana.”

 Um momento simbólico com sinais de esperança para o futuro.

Leia mais...
No dia 18 de fevereiro, os alunos do ensino pré-escolar e do primeiro ciclo do Centro Escolar de Ferreira do Zêzere deixaram para os futuros alunos o privilégio de um ambiente arborizado junto à escola. Plantaram pinheirinhos,  e ainda alguns castanheiros, num espaço verde perto da escola. A atividade realizou-se sob vigilância e orientação da Proteção Civil.
 
O projeto iniciou-se em outubro. Os alunos plantaram pequenos pinheirinhos em pacote de leite, com terra cedida pela associação de pais. Das árvores que vingaram e mais algumas oferecidas pela QUERCUS, procedeu-se à plantação de trinta pinheiros e de três castanheiros. Os alunos do 4º ano apoiaram os mais novos durante toda a manhã e ainda no período da tarde. 
 
Este projeto visou promover a consciencialização das crianças para o meio ambiente, incitando-os a observar os espaços naturais, sensibilizando-os para importância da preservação ambiental.  Para muitos dos nossos alunos, esta foi a primeira primeira vez que plantaram uma árvore. Pequenas atitudes como estas visam um envolto de educação ambiental, ciências, relações sociais e compromisso com gerações futuras. 
 

 

Os alunos da Escola EB 2, 3 /S Pedro Ferreiro, sede do Agrupamento de Escolas de Ferreira do Zêzere, estão a participar na recolha solidária de tampinhas, no âmbito do Programa Eco Escolas.

Este fim de semana já foram entregues 35 Kg de tampinhas para a Isa, cada sorriso uma conquista o que revela o empenho da comunidade educativa e nos dá força para continuar esta recolha.

Parabéns! Estamos no bom caminho!

 

 

Na Escola E B 2, 3 / S Pedro Ferreiro, nos dias 10 e 13 de janeiro, os alunos de diversas turmas da escola e alguns de encarregados de educação participaram nas diferentes sessões de esclarecimento sobre resíduos e sobre a RESITEJO que foram dinamizadas por esta Associação Intermunicipal a convite das coordenadas do programa Eco Escolas.

Nestas sessões sublinhou-se a importância de cumprir a política dos 3 R’s (reduzir, reutilizar e reciclar) e de consciencializar as pessoas para alterarem os seus comportamentos.

 

O projeto Konta Komigo engloba várias atividades de voluntariado, entre elas a limpeza dos espaços exteriores. No dia 20 novembro no âmbito deste projeto, juntámos um grupo de alunos voluntários para proceder à recolha de lixo e de folhas no recinto escolar.

O produto dessa ação resultou em 10 sacos de lixo, apartir do qual construímos um presente para todos refletirmos sobre a importância de respeitarmos as instalações de que todos desfrutamos.

Podemos concluir que, esta iniciativa provou que muitos de nós infelizmente, não têm responsabilidade ambiental sendo esta falha, prejudicial para o nosso planeta.
Já que estamos a viver uma época em que se fala muito em ajudar o planeta, devíamos ter consciência ambiental e se cada um de nós contribuir e fizer a sua parte, o mundo ficará melhor.

Konta Komigo - 10/01/2020

Leia mais...

O Natal é sinónimo de alegria, solidariedade e … traz consigo o espírito do amor que permite a cada um de nós promover momentos de paz e partilha. E como partilhar é um dos sentimentos mais importantes (que tanto  gostamos de cultivar na nossa escola) a Festa de Natal do Pré Escolar do Centro Escolar de Ferreira do Zêzere foi mais um desses momentos. Foi realizada no Centro Cultural, na tarde do último dia de aulas e  teve como objetivo primordial promover o espírito natalício e  o convívio entre toda a comunidade escolar.

Leia mais...

Como um dos principais problemas da atualidade é o destino que damos aos resíduos que produzimos, nos próximos dias 10 e 13 de janeiro, 6ª feira e 2ª feira, respetivamente, várias turmas participarão numa sessão de sensibilização que apela à importância da separação de embalagens usadas, dinamizada por técnicos da Resitejo.

Uma destas Sessões decorre dia 10 de janeiro, 6ª feira, pelas 18h no Auditório da Biblioteca da nossa Escola e destina-se a Encarregados de Educação, Professores e Assistentes Operacionais.

Contamos com a vossa presença e esperamos, desta forma, estar a contribuir para preservar o ambiente e os seus recursos naturais.

No dia 22 de novembro, apesar da muita chuva pela manhã, o São Pedro presenteou-nos com um pouco de sol, e assim conseguimos comemorar o “Dia Nacional das Espécies Autóctones”. Essa comemoração passou pela realização de uma sementeira com sementes de espécies autóctones (espécies que só existem em Portugal e/ou na Europa Mediterrânica), Carvalho cerquinho, Castanheiro, Medronheiro, Pilriteiro, Azinheira, Sobreiro, Murta, Loureiro e Pinheiro manso. Esta atividade desenvolveu-se no âmbito da disciplina de EcoDesporto e do projeto “A Biodiversidade e a Circum-navegação”. Tivemos o prazer de receber as duas turmas da Educação Pré-escolar do Centro escolar de Areias e o senhor vereador da educação Hélio Antunes, bem como muitos alunos da nossa escola. O senhor engenheiro florestal, Vasco Ferreira da Câmara Municipal de Ferreira do Zêzere, logo pela manhã, tratou de nos trazer a terra. As sementes foram recolhidas por nós, com a ajuda da professora Fátima Alves, na escola ou nas suas imediações. Foi um trabalho de equipa, no qual também participou a professora Ana Paula Marques.

Trabalhámos muito, na preparação e na concretização desta atividade, mas valeu a pena o esforço. Foi uma manhã muito bem passada e uma forma diferente de aprender e de ensinar.

Os alunos do 8º C  

Saber comer bem é saber viver

No dia 16 de outubro realizámos diversas atividades alusivas ao Dia Mundial da Alimentação. Adoramos fazer espetadas de frutas, desenhos, pinturas e recortes de alimentos para completar a Roda dos Alimentos. Na Biblioteca observamos uma Roda gigante e ficamos a saber que é preciso realizarmos refeições equilibradas e diversificadas, assim como beber água com frequência.


 

O Dia Mundial da Alimentação é comemorado a 16 de outubro em mais de 150 países. O Centro Escolar também comemorou este dia tão importante, com diferentes dinâmicas de grupo.

Ter uma alimentação saudável é uma preocupação de toda a equipa do Centro Escolar que aproveita a comemoração deste dia para promover aprendizagens de bons hábitos alimentares e sensibilizar toda a comunidade educativa para a importância dos mesmos.

Conhecer novos alimentos, provar frutas de outono, preparar uma lancheira equilibrada e distinguir alimentos saudáveis de alimentos não saudáveis foram algumas das atividades realizadas, que proporcionaram às crianças do Centro Escolar experiências muito saborosas e divertidas!

Visando assinalar o Dia Mundial da Alimentação, o Centro Escolar de Ferreira do Zêzere foi palco, no dia 16 de outubro, de diversas iniciativas relacionadas com a alimentação.

As atividades promovidas pretenderam informar e alertar para o impacto das opções alimentares de cada um e promover uma alimentação saudável e sustentável ao longo da vida.

Um agradecimento à Associação de Pais que ofereceu MELÂNCIAS para todas as salas do Centro Escolar e aos Encarregados de Educação pelo envio de frutas variadas para a confecção das deliciosas espetadas de fruta.

Obrigada pela bonita iniciativa!

 

Com o intuito de promover práticas alimentares saudáveis, sensibilizar para a problemática da fome, da pobreza e da desnutrição no mundo e, também, informar e alertar os alunos para o impacto das suas opções alimentares na saúde e no ambiente, o tema da alimentação tem sido explorado pelos alunos do 6º ano em articulação disciplinar, ao longo das últimas semanas.
Leia mais...

No Centro Escolar de Ferreira de Zêzere o Pré Escolar comemorou o Dia Mundial do Leite com atividades muito bonitas e pedagógicas.

A distribuição diária e gratuita de leite nas escolas existe como um contributo positivo ao estado nutricional da criança. Promove hábitos alimentares saudáveis, ajuda a cumprir as recomendações nutricionais e combate a malnutrição.

Em idade escolar, bons hábitos alimentares e boa nutrição são fatores fundamentais para preparar as crianças para a aprendizagem e a manter o vigor e a energia necessária a todas as atividades.

No dia 25 de setembro todo o Agrupamento de Escolas comemorou o Dia Mundial do Leite Escolar.

Esta atividade foi dinamizada pela equipa PES em parceria com a PARMALAT. Esta empresa ofereceu um pacote de leite branco de 200 ml a cada aluno, da Escola Sede, e leite sem lactose para quem é intolerante a esta substância.

Agradecemos a colaboração de todos os intervenientes nesta atividade, que envolveu, além dos elementos da equipa PES, os Diretores de Turma e as Assistentes Operacionais do Bufete.

Quem Somos?

Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. 

Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. O programa é coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola. Esta coordenação multinível permite a confluência para objetivos, metodologias e critérios comuns que respeitam a especificidade de cada escola relativamente aos seus alunos e caraterísticas do meio envolvente. Para além do apoio das pessoas e Instituições da Comissão Nacional, o Eco-Escolas conta ainda com a parceria de vários municípios e apoios específicos de mecenas para algumas das suas atividades. Fornece ainda metodologia, formações, materiais pedagógicos, apoios e enquadramento ao trabalho desenvolvido pela escola.

Visitantes 

Temos 38 visitantes e Nenhum membro online

Template Settings
Select color sample for all parameters
Red Green Blue Gray
Background Color
Text Color
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Scroll to top